segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Arrependido,


''De não viver em um mundo manso. Cansei de confusões, e também de arrependimentos. Se eu explodir, espero que o vento, tenha um pouco de paciência, de me transformar em um grande deserto, com pequenos oásis de água azul, que me relembrem as lembranças de um passado, que por enquanto, não desapareceu.''
                                                                                                      Matheus Ben

3 comentários:

José Zenildo F. disse...

Lindo esse poema! estou com o pensamento no ar( céu azul de sol branco)....


PARABÉNS pelo poema!

Menino Lúdico(zenildo)

Ice Fox disse...

Matheus, vou ser sincera com vc,
Su blog tá D+!
AS postagens tão lindas, e o contador de visitas aumenta a cada segundo.
PARABÉNS!
Queria pedir sua permição pra fazer uma música com esse poema onde postei meu comentário.Posso?

Andy (baixista da ICE FOX)

Realistas . disse...

Palavras sábias, cultas. Palavras de um futoro poeta... dos bons.

nemsemprerealidade.blogspot.com ;')